Seja bem-vindo. Hoje é

14 de dez de 2008

Meu Voar!




Quero saltar ao vento
Tal um pássaro errante
Ver estrelas brilhantes
Deixando o tempo livre me levar
Meus pés tímidos sustentam-me
E meus braços estendidos no ar
Abraçam a liberdade
Nas asas da minha vida
Sem rastros deixar
Entre o céu e o mar!

Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 14/12/2008
Código do Texto: T1334692

Tempo das Chuvas




Antes que venham as primeiras chuvas
acender
Amarelas flores entre os rochedos
E o céu se torne móvel de compridos pássaros
E todo o chão se cubra do verde novo
Do capim
Saberás pelo vento que chegaste ao fim.


(José Eduardo Agualusa)

Refúgio das Mágoas




Meus olhos tristes chorando
Brotaram plangentes águas
Mas descobri que cantando
São mais suaves as mágoas!...

Toda a mágoa que na vida
Em silêncio é calada
É sempre mais dolorida
Por nunca ser revelada...

Se a vida fosse somente
Feita de dor e sofrer
Não havia certamente
Mera razão p'ra viver ...

As mágoas que alma sente
E a vida vão torturando
Têm refúgio, se a gente
Levar a vida cantando!...

Euclides Cavaco